Google+ Agroinova Nutrição balanceada é sinônimo de animais saudáveis - Agroinova
+55 (19) 99411-2774 | +55 (19) 3565-4389
 
atendimento@agroinova.com.br

Blog Post

NOV
08
2018

Nutrição balanceada é sinônimo de animais saudáveis

Nessa primeira série de reportagens, a equipe QMilk vai mostrar como uma dieta adequada para vacas leiteiras pode levar à redução da incidência de novos casos de mastite em seu rebanho. E para começar falaremos sobre a escolha do melhor capim para o tipo de produção e alguns os fatores que devem ser avaliados nessa importante decisão no manejo nutricional.

Qual a melhor espécie forrageira para sua propriedade?

A resposta para essa pergunta é: Não existe uma espécie que se encaixa em todos os sistemas produtivos de maneira eficiente, como se fosse uma “receita de bolo”, e sim, dependendo dos objetivos de produção, características de adaptação da planta, clima e solo local, resistência em condições adversas (altas lotações, fogo, baixa reposição de nutrientes, praga e doenças), cobertura do solo, facilidade de propagação, tolerância ao pastejo e persistência em condições de manejo não ideais existe uma forrageira ideal para sua propriedade (PEREIRA e POLIZEL, 2016).

Mesmo com grande número de plantas forrageiras disponíveis para a formação de pastagens nenhuma consegue reunir todas as características acima de maneira positiva, dessa forma, a escolha da forragem ideal se torna uma grande decisão e vai implicar diretamente na produção vegetal e consequentemente no rendimento dos animais.

De acordo com Pereira e Polizel (2016) no livro publicado pela Universidade de São Paulo, Princípios e recomendações para o manejo de pastagens, “devem ser feitas algumas perguntas para que a escolha da espécie de capim seja ideal:

  • Meu solo é de baixa ou alta fertilidade? Vou adubar? Quanto?
  • Quais espécies animais e categorias eu tenho? O valor nutritivo da planta é capaz de resultar nos ganhos que eu pretendo obter?
  • Tenho condições controlar o manejo da pastagem semanalmente ou mensalmente?

Só depois de responder essas questões, você consegue escolher o melhor capim para sua propriedade e assim, otimizar seus ganhos. Logo abaixo se tem duas tabelas com as principais gramíneas e leguminosas utilizadas no Brasil.”

Exigência em fertilidade do solo

Segundo Pereira e Polizel (2016) a demanda de nutrientes das plantas forrageiras depende do tipo de solo, níveis de adubação, espécies utilizadas e intensidade de uso das pastagens. O esgotamento de fósforo, nitrogênio e potássio, que foram retirados do solo pela pastagem e consumidos pelo animal provocará, somado a ação do tempo, queda de vigor e disponibilidade de forragem, aparecimento de espécies invasoras e menor resistência à pragas e doenças.
“Cada espécie de capim possui uma exigência em termos de fertilidade do solo. Para que a pastagem se mantenha produtiva, essa exigência da planta deve ser atendida…”

De nada adianta investir na otimização da fertilidade do solo se houver descuido no manejo da pastagem. Os dois devem caminhar juntos. A ausência de um deles é suficiente para degradação da pastagem (Braga, 2013). A utilização do pasto por longos períodos, sem descanso ou sem condições de se recuperar, promove a degradação da forrageira. Além disso, a sobra excessiva de material torna a exploração ineficiente e também prejudica a rebrotação da planta. Manter a fertilidade do solo de acordo com a exigência da planta e bom manejo da pastagem irão garantir alta produção e assim, maiores lucros para sua produção.

Quer saber mais sobre forragicultura e pastagens? Então aguarde a continuação do módulo “Nutrição saudável é sinônimo de animais saudáveis” com o tema Manejo de pastagens.

Tenha o controle da sua propriedade na palmada mão, baixe inteiramente grátis o melhor software de gestão de pecuária leiteira e ainda esteja por dentro do mercado com notícias sempre atualizadas. Baixe o QMILK agora na Play Store ou pelo link abaixo:

https://play.google.com/store/apps/details?id=br.com.agroinova.qmilk&hl=en_US

Referências:

BRAGA, G.N.M. Fertilidade do solo e manejo do pasto para recuperar pastagens degradadas. Na sala com Gismonti: Assuntos sobre Agronomia. 2013. Disponível em: <http://agronomiacomgismonti.blogspot.com.br/2013/05/fertilidade-do-solo-e-manejo-dopasto.html> Acesso em 02 de Outubro de 2018.

PEREIRA, L. E. T.; POLIZEL, G. H. G. Princípios e recomendações para o manejo de pastagens. Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA-USP), 2016.

Autores:

Guilherme Henrique Gebim Polizel
Graduando em Medicina Veterinária pela USP-FZEA

Roberto Arana Elmor
Médico veterinário e Representante Comercial da AgroInova

Sobre o autor

Leave a Reply

*

captcha *